sexta-feira, 3 de agosto de 2012


Ecoprofetas entrega prensa na Cooperativa de Recicladores de Dois Irmãos



Nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, a Cooperativa de Recicladores de Dois Irmãos recebeu novo equipamento para qualificar o trabalho dos catadores da região. Representantes do Projeto  Ecoprofetas, organizada pela Associação Caminho da Águas e, que conta com o patrocínio do Programa  Petrobras Desenvolvimento & Cidadania da PETROBRAS, entregaram aos trabalhadores um prensa – utilizada na composição de fartos de material reciclável. Estiveram presente na atividade os coordenadores do projeto Irmão Antônio Cecchin e José Leonel de Carvalho e a Educadora Alda Beatriz, além da chefe do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Flora Campelo Machado.

A entrega oficial do equipamento foi realizada pelo Irmão Antônio Cecchin ressaltou a formação da cooperativa que, segundo ele, é a melhor forma de proteção legal para que o trabalho possa avançar. Essa realidade que estamos vivendo hoje aqui deve-se a Lei de Resíduos Solídos do Governo do ex-presidente, Luis Inácio Lula da Silva, que fez questão de trazer a dignidade a todos vocês e, junto a nós se somou a Petrobars que fez questão de abraçar a causa. Antes os cantadores tinham vergonha de serem fotografados, hoje eles têm orgulho, argumentou o Irmão.

A chefe do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Flora Campelo Machado, disse que a Cooperativa é merecedora do novo equipamento. “ Hoje o município de Dois Irmãos luta para não para no tempo. É preciso nos organizarmos para atender também a demanda da população de qualidade na separação do lixo, que talvez seja a parte mais difícil”.

Já o coordenador da Cooperativa, Roberto Araujo da Silveira, manifestou o seu contentamento com o novo equipamento, já que há 18 anos usavam a mesma prensa “essa aquisição irá melhorar a qualidade do trabalho e de rendimentos”. Roberto lembrou que a falta de espaço ainda é um problema para eles, já que a intenção e fazer todo processo - desde a separação até o trabalho final de reciclagem dos materiais.

O coordenador da Cooperativa, Paulo Roberto dos Santos alegou que tudo que é possível é feito pelo conjunto de trabalhadores, mas fez quêstão de frizar “a cooperativa que não tem a prefeitura do lado não tem como se desenvolver.