segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Quatro cooperativas serão regularizadas no primeiro semestre com apoio técnico do Ecoprofetas

O Projeto Ecoprofetas, patrocinado pela Petrobras, deverá concluir no primeiro semestre de 2015 o processo de transformação de quatro grupos organizados de catadores de Porto Alegre, em cooperativas legalmente constituídas. Conforme o coordenador pedagógico do Projeto Roque Grazziola, até 28 de fevereiro deverão ser publicados, em jornais da capital, os editais específicos para cada cooperativa. Os grupos beneficiados serão os catadores da associação Rubén Berta, o grupo de mulheres do Norte e do Sul das Ilhas, a Associação Comunitária de Mulheres em Luta (Anitas) e os trabalhadores da Associação Comunitária Aterro da Zona Norte.

 “Estamos em fase de conclusão da elaboração dos regimentos internos e dos estatutos, e de entrega de atas das assembleias, pois depois protocolaremos os registros de cada instituição na Junta Comercial”, destaca Grazziola. 
O coordenador salienta que, nos próximos dias, será agendada a data para o curso de formação em cooperativismo, que será ministrado pelo EcoProfetas, para todos os grupos. Graziolla explica que o Projeto Ecoprofetas tem garantido a assessoria técnica para participação dos grupos e cumprimento de todas as etapas exigidas no cronograma de regularização. “Inclusive, o registro na Junta Comercial será feito por cada grupo, com o conteúdo visto na formação”, ressalta.


Após a conclusão dos registros de cada grupo na Junta Comercial, o material será analisado pelos técnicos da Junta, podendo ser devolvidos para ajustes, antes da regularização das cooperativas.