quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Caminho das Águas realiza intercâmbio com catadores e gestores na DPU

Nesta quarta-feira, 12 de agosto, a Associação Caminho das Águas promoveu o Intercâmbio de Saberes entre Catadores e Gestores no Auditório da Defensoria Pública da União (DPU), em Porto Alegre. No turno da manhã, coletivos de trabalho dos municípios de Eldorado do Sul, Alvorada e Porto Alegre puderam trocar experiências com a diretoria da Cooperativa de Reciclagem de Dois Irmãos, que coordenou ou trabalhos. “Toda caminhada é difícil. E uma cooperativa deve funcionar como uma família, que precisa estar unida, com um objetivo só”, declarou o secretário da Cooperativa Dois Irmãos Roberto Silveira. “A saída para as cooperativas é investir na organização, partindo para o beneficiamento dos materiais”, completou Silveira. A coordenadora administrativa do Projeto Caminho das Águas Yolanda De Antoni destacou a importância do encontro. “Nosso objetivo também é discutir e propor melhorias em relação à Lei de Resíduos Sólidos, que atualmente não prevê a alimentação como parte da política pública, por exemplo”, afirmou Yolanda. 


O catador de Eldorado do Sul, Francisco Alves, salientou que os principais problemas enfrentados em sua cidade, são a entrada de atravessadores nas negociações e as dificuldades na conquista de novos catadores”, relatou Alves. “ A regularização das cooperativas propiciam maior independência em negociações com prefeituras e possibilita o pagamento de INSS aos catadores, entre outros incentivos”, finalizou Silveira. No período da tarde, inúmeros gestores que se relacionam com a Associação Caminho das Águas participaram de um bate-papo sobre a importância dos mutirões na área da reciclagem. “ Pobre que se organiza é por meio do trabalho em mutirão”, enfatizou o coordenador geral do Caminho das Águas Irmão Antônio Cechin.